Alegações nutricionais: como interpretar?

Dizer que um alimento tem um “baixo valor energético” é o mesmo que dizer que tem um “valor energético reduzido”? E qual é a diferença entre um produto “sem açúcares’’ e outro ‘’sem adição de açúcares’’? A especialista ajuda-o a distinguir e a interpretar as alegações nutricionais dos rótulos dos alimentos.

Alegações nutricionais: como interpretar o que é dito nas embalagens dos produtos alimentares

A indústria alimentar dispõe, atualmente, de diferentes produtos alimentares com indicações nutricionais. Estas indicações podem designar-se de alegações nutricionais. O termo “alegação nutricional” refere-se a qualquer alegação que declare, sugira ou implique a existência de uma relação entre um alimento e propriedades nutricionais benéficas associadas ao valor calórico e aos nutrientes.

A utilização de alegações nutricionais na rotulagem, na apresentação ou na publicidade de alimentos está regulada e não deve:
Ser falsa, ambígua ou enganosa;
Suscitar dúvidas acerca da segurança e/ou da adequação nutricional de outros alimentos;
Incentivar ou justificar o consumo excessivo de um dado alimento;
Declarar, sugerir ou implicar que um regime alimentar equilibrado e variado não possa fornecer, em geral, quantidades adequadas de nutrientes;
Referir alterações das funções orgânicas que possam suscitar receios no consumidor ou explorar esses receios, quer textualmente, quer através de representações pictóricas, gráficas ou simbólicas.

As alegações nutricionais podem ajudar os consumidores na escolha do produto alimentar mais adequado às suas necessidades nutricionais. Neste sentido, são necessários alguns esclarecimentos para ajudar a perceber de que modo estes alimentos podem contribuir de forma positiva para a saúde e bem-estar.

Deste modo, sistematizaram-se as denominações mais frequentemente utilizadas pela indústria alimentar:

Alegações nutricionais: como interpretar 

Esteja atento às alegações nutricionais!

As alegações nutricionais presentes nos rótulos dos alimentos visam, principalmente, potenciar a diferenciação de um produto. É importante que esteja atento e que as saiba interpretar corretamente.

Em paralelo, quando lemos “Zero açúcares” ou “0%” devemos prestar especial atenção. Por exemplo, em certas gelatinas, por baixo do “0%” estão umas letras pequenas que declaram 0% de matéria gorda. Ou seja, a alegação nutricional passa a mensagem de que aquela gelatina não tem gordura, mas nenhuma gelatina contém gordura na sua constituição. Contudo, açúcar pode conter muito. Certifique-se, por isso, de que lê todas as palavras, mesmo as pequenas.

Autoria:
Joana Bernardo, nutricionista do Hospital Lusíadas Lisboa, da Clínica Lusíadas Almada e da Clínica Lusíadas Parque das Nações

Especialidade em foco neste artigo:
Nutrição Clínica