Os produtos light fazem perder peso?

3 minutos de leitura

A nutricionista Diana e Silva, coordenadora da Unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Porto, alerta para os erros que se cometem quando se quer perder peso a qualquer custo.

Muitas vezes os chamados produtos light são enganadores, pois muitos desses alimentos acabam por apresentar um teor de gordura elevado.

“As bolachas integrais ou até as barras de cereais podem conter muita fibra, mas depois, quando se observa melhor o rótulo, repara-se que têm uma quantidade exagerada de gorduras”, exemplifica Diana e Silva, coordenadora da Unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Porto, incitando os consumidores a fazer uma leitura cuidadosa dos rótulos dos produtos light: “Atenção, pois tudo o que é embalado não é natural.”

Além disso, o próprio comportamento alimentar quando se consome produtos light também pode ser um inimigo das dietas: “Quando o consumidor lê a designação de light, muitas vezes em vez de consumir um produto acaba por consumir dois ou três, o que é contraproducente”, avisa a nutricionista.

Se quero emagrecer devo mesmo consumir produtos light sem glúten?

Uma das perguntas recorrentes de quem chega ao consultório de Diana e Silva, é se a alimentação sem glúten é essencial para emagrecer. Uma questão para a qual a coordenadora da Unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Porto, tem resposta pronta: “Pode ajudar a emagrecer, mas não é a solução.” Diana e Silva explica que retirar alimentos com glúten até pode trazer algum conforto gástrico, mas não é a chave para o problema do peso a mais.

Uma dieta sem glúten é aconselhada a pessoas com doença celíaca. Quem retira o glúten da sua alimentação pode sentir-se menos inchado, com maior conforto no que respeita ao aparelho digestivo, mas só uma alimentação variada e exercício físico regular vão ajudar a essa pretensão”, refere a especialista.

LER MAIS