Bebidas vegetais: o que são exatamente?

Nos últimos anos tem-se verificado um aumento da existência e do consumo de bebidas vegetais. Contudo, será que constituem uma boa opção para incluir numa alimentação nutricionalmente equilibrada, diversificada e segura?

Bebidas vegetais: serão uma opção equilibrada?

São comummente conhecidas pela população como “leite”, quando na verdade só partilham o mesmo aspeto. Em muitos casos, o consumo de leite é substituído por bebidas vegetais por questões de saúde – para quem apresenta alergia às proteínas do leite de vaca ou intolerância à lactose – ou por questões relacionadas com estilos de vida.

Bebidas vegetais vs. leite

O leite é considerado um alimento completo do ponto de vista nutricional. Atualmente, apesar de ser um dos alimentos mais controversos, o seu consumo continua a ser recomendado, exceto em condições clínicas específicas. O leite apresenta um elevado teor de proteína, vitamina A e D, vitaminas do complexo B e minerais, tais como o cálcio, o fósforo e o potássio. O teor de hidratos de carbono traduz-se na forma de lactose. Para os intolerantes à lactose existe a versão de leite sem lactose.

Habitualmente, as bebidas vegetais são produzidas através da adição de água a alimentos triturados, como os frutos secos, e em termos nutricionais não são equivalentes ao leite da vaca, principalmente no seu teor proteico. No leite de vaca, as proteínas são de elevado valor biológico, ou seja, têm todos os aminoácidos essenciais.

Em algumas destas bebidas encontram-se valores de açúcar adicionados consideravelmente elevados, enquanto no leite, na sua versão simples, apenas existe o seu açúcar natural, a lactose.

Em termos nutricionais, estas bebidas não são de todo equivalentes ao leite de vaca. Além de que o preço de cada uma destas bebidas chega a ser quatro vezes superior ao de um pacote de leite.

Como incluir as bebidas vegetais na alimentação?

Estas bebidas podem ser consumidas ao natural ou aquecidas. Pode adicionar-lhes cereais ou fruta. Também as pode incluir nas suas confeções culinárias, como em batidos, papas e panquecas.

Bebida de arroz, de aveia, de amêndoa, de soja, de caju, de coco são exemplos dos sabores vulgarmente encontrados nas bebidas vegetais.

O que se deve ter em consideração?

Ao adquirir bebidas vegetais, tenha em atenção a sua lista de ingredientes, bem como o seu valor nutricional. Escolha, preferencialmente, uma bebida com o menor número de ingredientes – se possível somente com água e o ingrediente a partir do qual é feita.
Opte por bebidas sem a adição de açúcares e que sejam enriquecidas com vitaminas e minerais, o que as vai tornar nutricionalmente mais ricas. 

Autoria:
Joana Bernardo, nutricionista do Hospital Lusíadas Lisboa, da Clínica Lusíadas Almada e da Clínica Lusíadas Parque das Nações

Especialidade em foco neste artigo:
Nutrição Clínica