As bebidas frias provocam dores de garganta?

3 minutos de leitura

Será um facto ou um mito? Fique a saber se tem ou não de abdicar de uma limonada bem gelada em prol da sua garganta.

As bebidas frias ou geladas não fazem mal à garganta, como explica Iva Bastos, especialista em Clínica Geral do Hospital Lusíadas Porto. Podem, no entanto, causar desconforto se houver processo inflamatório prévio na orofaringe, não sendo por si só causadoras desse sintoma. No entanto, há algumas recomendações a ter em atenção não apenas em relação ao frio mas também em relação a bebidas excessivamente quentes, também elas desaconselhadas.

É um mito?

Sim, é. Mas como em tantas outras recomendações de saúde infundadas, é difícil saber-se a origem. A verdade é que não tem fundamento dizer-se que as bebidas frias fazem mal à garganta. Quem diz bebidas, diz outros alimentos frios, como por exemplo os gelados. De qualquer forma, existem alguns cuidados a ter.

Cuidados a ter com as bebidas frias

As bebidas frias devem ser ingeridas pausadamente, de forma a permitir que haja um aquecimento progressivo no seu trajeto até ao estômago, quer para evitar agressão esofágica, quer para evitar choque térmico a nível gástrico, com a consequente alteração da motilidade e perturbação da digestão.
Esta medida de precaução também deve ser estendida a todos os outros alimentos que estejam muito frios.

Atenção às bebidas quentes

Já que falamos de bebidas frias, é necessário referir os riscos associados às bebidas quentes. O alerta foi dado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que incluiu as bebidas muito quentes na lista de potenciais carcinogéneos, ou seja, algo que direta ou indiretamente pode causar cancro. Segundo a OMS, o risco reside nas bebidas ingeridas acima de 65 ºC, como é bastante comum consumirmos o café ou o chá. A temperatura elevada agrava o risco de cancro do esófago, por causa das lesões provocadas na mucosa pelas queimaduras.

 

LER MAIS