Período fértil: o que é e como calcular

Nem todas as mulheres sabem reconhecer os sinais que identificam, todos os meses, o intervalo em que podem ficar grávidas. Sandra Alves, ginecologista e obstetra do Hospital de Cascais, ajuda-as a conhecerem melhor o que se passa no seu corpo.

Aprenda a calcular o período fértil e a identificar os sinais do seu corpo

O que é o período fértil?

É o período em cada ciclo menstrual em que a mulher pode engravidar. A ovulação costuma acontecer 14 dias antes do início da menstruação seguinte. O óvulo, uma vez libertado, tem uma sobrevida de 24 horas, durante a qual pode ocorrer a fertilização pelo espermatozoide. Os espermatozoides, por sua vez, conseguem manter uma capacidade fertilizante durante 48 a 72 horas, no interior do útero e das trompas da mulher. Isto significa que o óvulo pode ser fecundado sem que haja relações sexuais no dia da ovulação — podem ter ocorrido antes e os espermatozoides ainda estão ativos no momento da ovulação.
Assim, considera-se que o período fértil vai desde 3 dias antes até 3 dias depois da data provável da ovulação, explica Sandra Alves, ginecologista e obstetra do Hospital de Cascais.

Como calculá-lo?

O dia provável da ovulação calcula-se subtraindo 14 dias à duração do ciclo menstrual.

Assim, se uma mulher tiver ciclos de 29 dias (contados desde o 1.º dia da menstruação, até ao início da menstruação seguinte), a data provável da ovulação será: 29-14=15.

Significa que deverá ovular ao 15.º dia do ciclo (15 dias a contar do 1.º dia da menstruação), sendo o seu período fértil entre o 12.º e o 18.º dia do ciclo.

 

Saiba mais:

 

Que alterações ocorrem?

As alterações são o resultado das variações hormonais que ocorrem durante o ciclo menstrual. O óvulo encontra-se dentro de um quisto puro (folículo). A ovulação ocorre quando há rutura desse quisto com a libertação do óvulo para a trompa. No momento da rutura, liberta-se o líquido folicular. Nesta fase a libido das mulheres geralmente aumenta.

Sinais que permitem à mulher perceber que está no período fértil

  • Alterações no corrimento vaginal

Na fase pré-ovulatória imediata e na ovulação, o corrimento vaginal torna-se tipo clara de ovo, translúcido, inodoro e muito elástico, características que facilitam a progressão dos espermatozoides até às trompas.

  • Dor pélvica

A libertação do folículo pode provocar alguma irritação peritoneal, que pode ser percebida pela mulher como uma dor pélvica, geralmente ligeira. Pontualmente esta dor pode ser bastante intensa, podendo mesmo mimetizar uma dor semelhante à apendicite, sobretudo quando a ovulação se dá no ovário direito.

  • Pequena perda de sangue

Também na ovulação, e pelas bruscas mudanças hormonais ocorridas, pode haver uma pequena perda de sangue, que algumas mulheres confundem com menstruação.

É comum não haver sinais?

Não. Mas os sinais podem ser muito discretos e a mulher tem de os saber identificar, para perceber que está no período fértil, caso contrário, não serão facilmente reconhecidos.

Colaboração:
Sandra Alves, ginecologista e obstetra do Hospital de Cascais

Especialidades em foco neste artigo:
Ginecologia e Obstetrícia