Ortopantomografia: o que é

A radiografia panorâmica é uma ferramenta de extrema utilidade para os médicos dentistas. O exame demora dez segundos e permite avaliar 39 estruturas anatómicas diferentes, explica Luís Bento Ferreira, coordenador da Unidade de Estomatologia da Clínica Lusíadas Forum Algarve.

Ortapontomagrofia: como se faz este exame?

O que é 

A ortopantomografia é uma radiografia panorâmica que permite avaliar todas as 39 estruturas anatómicas do terço inferior da face. Atualmente, o exame é realizado de forma digital, demora dez segundos e emite níveis mínimos de radiação.

Para que serve

A ortopantomografia é geralmente prescrita pelo médico, na primeira consulta, para:
Deteção de cáries e/ou fraturas dentárias;
Avaliação de doença periodontal: inflamação crónica que afeta o periodonto, nome dado aos tecidos, ligamentos e ossos que sustentam os dentes;
Pesquisa de reabsorções ósseas ou quistos nos ossos dos maxilares;
Identificação de tumores nos maxilares, que podem ou não estar associados a cancro oral;
Despiste de lesões periapicais (situadas na extremidade das raízes dos dentes) e/ou tratamentos endodônticos, ou seja, relativos à endodontia, a parte da odontologia que se ocupa do tratamento da raiz e da polpa dos dentes;
Avaliação no tratamento ortodôntico, destinado à correção de deformidades adquiridas ou congénitas dos dentes;
Avaliação da erupção dos dentes definitivos;
Auxílio no planeamento para reabilitação oral com implantes dentários;
Deteção de dentes inclusos ou impactados, incluindo os dentes do siso;
Avaliação da articulação temporomandibular (ATM), que liga a mandíbula ao crânio;
Odontologia preventiva, ao nível da odontopediatria (crianças).

Limitações

A radiografia panorâmica não fornece informações muito precisas e detalhadas sobre cada dente ou tecidos moles adjacentes, como os músculos. O exame é geralmente utilizado para avaliação inicial dos dentes e estrutura óssea dos maxilares. Como a boca tem uma forma curva e a radiografia panorâmica é exposta num plano, é normal que possa gerar, por vezes, uma imagem menos nítida ou com distorção, daí que a obtenção de medições precisas dos dentes e do osso maxilar ou mandibular não se torne fidedigna.
Para informações mais precisas, o médico dentista pode ainda pedir uma tomografia computorizada (TC) ou uma ressonância magnética (RM).

Contraindicações

Excetuando grávidas, a ortopantomografia pode ser realizada por qualquer pessoa partir dos 4 anos. Não tem contraindicações significativas.

Colaboração:
Luís Bento Ferreira, coordenador da Unidade de Estomatologia da Clínica Lusíadas Forum Algarve

Especialidade em foco neste artigo:
Estomatologia