Manchas na pele: os vários tipos e tratamento

O outono e o inverno são as estações do ano mais indicadas para tratar as manchas da pele associadas ao envelhecimento e à exposição solar. É fundamental consultar um médico para identificar o tratamento mais adequado para cada pessoa.

Manchas na pele: os vários tipos e tratamento

As alterações da pigmentação da pele podem ter inúmeras causas, podendo manifestar-se como manchas mais claras que a pele circundante (hipopigmentação) ou mais escuras (hiperpigmentação).
Dentro das hiperpigmentações salientam-se os lentigos solares, que tendem a surgir devido ao efeito cumulativo das radiações solares.
As hiperpigmentaçoes pós-inflamatórias que resultam de reações a certas substâncias ou agressões da pele e as manchas na pele provocadas pelo uso de certos fármacos também são situações relativamente frequentes.

Por outro lado, o melasma é uma patologia muito comum, caracterizada por uma hipermelanose circunscrita que atinge preferencialmente a face e as mulheres. A sua causa é desconhecida, mas diversos fatores podem estar envolvidos no seu desenvolvimento, como a predisposição genética, a radiação ultravioleta, a gravidez, o uso da pílula e alguns cosméticos.

Manchas na pele: tratamentos disponíveis

A escolha do tratamento vai sempre depender do tipo de pele, assim como do problema a atenuar. Outros fatores a considerar são as expectativas e tolerância do paciente aos tipos de tratamento e a experiência do médico com as diferentes técnicas disponíveis.

Peeling

O peeling consiste em esfoliar a pele, removendo as camadas superiores da epiderme, eliminando ou reduzindo manchas e rugas superficiais, consequência do foto e cronoenvelhecimento, ao mesmo tempo que estimula a renovação dos tecidos e a produção de colagénio.

— Peeling químico ou dermoesfoliação

Consiste na aplicação de um ácido, que remove as camadas superficiais da pele, resultando numa superfície renovada mais uniforme, mais jovem e com mais brilho. Os mais comuns são o ácido glicólico, retinóico e o ácido tricloroacético. Estes pellings podem ter diferentes intensidades (superficiais, médios ou profundos) e devem ser sempre aplicados em contexto clínico. A preparação para este tipo de procedimento deve ser feita algumas semanas antes com cremes antienvelhecimento, eles próprios causando também uma ligeira esfoliação (tretinoína, cremes com AHA, etc.).

— Peeling mecânico

A microdermoabrasão é um peeling suave que consiste na remoção mecânica das camadas mais superficiais da pele, usando um aparelho relativamente simples.

Peeling ótico

É feito com laser, que pode ser de dois tipos: ablativo e não ablativo. O laser ablativo faz um peeling mais profundo, através de uma técnica chamada laserabrasão, atuando na epiderme e na derme superficial. O laser não ablativo atua na epiderme, podendo ou não atuar na derme. A luz pulsada também se trata de um tratamento ótico não ablativo, que gera calor através de diferentes comprimentos de onda e atua na renovação das camadas da epiderme que apresentam uma coloração mais escura.

Por que razão se deve escolher o outono e o inverno?

A pele fica particularmente sensível no seguimento de certos procedimentos estéticos, uma vez que há uma destruição e posterior renovação das camadas superficiais da pele, tornando-a neste período muito mais vulnerável aos fatores externos. É fundamental usar protetor solar, mas o ideal é estar muito pouco exposto à radiação solar e a outros fatores potencialmente agressivos, daí a importância de escolher os meses mais frios para cuidar da pele.

Como prevenir o aparecimento de manchas na pele

A melhor prevenção é evitar a exposição solar intensa e/ou prolongada, assim como ao vento e outros fatores agressivos, desde idades precoces.
Deve usar diariamente protetor solar ou eventualmente vestuário protetor em todas as zonas expostas ao sol: além do rosto, braços e pernas, é importante proteger as mãos, muitas vezes negligenciadas.
É também importante não esquecer a proteção solar em todas as atividades laborais e de lazer ao ar livre, quando a meteorologia o justificar, e não apenas na praia e no verão.
Outro cuidado essencial é a hidratação: deve manter a pele e os lábios hidratados, aplicando diariamente um creme hidratante no corpo e no rosto,  assim como um batom hidratante para os lábios, sempre que sentir necessidade.

Colaboração:
Vítor Neto, dermatologista da Clínica Lusíadas Faro

Especialidade em foco neste artigo:
Dermatologia