Legionella: o que é a Doença dos Legionários?

Com base na informação disponibilizada pela Direção-Geral da Saúde, apresentamos um conjunto de respostas às questões mais frequentes sobre a bactéria Legionella pneumophila, assim como as consequências de uma possível infeção.

A Legionella pneumophila é uma bactéria que está presente na água e na terra, mas é quando se aloja nos nossos pulmões que se pode tornar mortal.

O que é a Legionella pneumophila?

É uma bactéria que vive naturalmente em ambientes aquáticos.

O que provoca?

Ao alojar-se nos pulmões, pode provocar uma pneumonia grave, também conhecida como doença dos legionários.

Onde se desenvolve?

Em reservatórios de água doce (naturais ou artificiais) e locais onde se libertem aerossóis sem uma manutenção adequada dos aparelhos.

Por exemplo:

Sistemas de água doméstica quente e fria;

Jacuzzis;

Termas.

Ou ainda:

Equipamentos de refrigeração com água entre os 20ºC e os 45ªC;

Fontanários;

Aparelhos de aerossóis;

Lagos;

Rios;

Piscinas;

Repuxos;

Águas sujas paradas.

Quais são os primeiros sintomas?

Dor de cabeça;

Dores musculares;

Arrepios de frio;

Febre súbita e alta.

No segundo ou terceiro dia poderá sentir:

Tosse com expetoração e, por vezes, sangue;

Falta de ar;

Dor no peito;

Náuseas, vómitos e diarreia.

Qual é o período de incubação?

Desde a inalação das bactérias presentes nas gotículas de água até surgirem os primeiros sintomas podem decorrer dez dias.

Quais são os fatores de risco?

Idade superior a 50 anos;

Sofrer de uma doença pulmonar;

Estar a tomar corticoides;

Ter o sistema imunitário debilitado (devido a diabetes, cancro ou outras doenças crónicas);

Ser fumador;

Estar a ser submetido a um tratamento de quimioterapia;

Segundo indicam os estudos mais recentes, os homens têm duas a três vezes mais probabilidades de ser afetados pela bactéria.

A doença raramente atinge pessoas com menos de 20 anos, já que estas têm, por norma, sistemas imunitários mais fortes.

Precauções a tomar

Pode beber-se água da rede pública, desde que não diretamente da torneira, de forma a não inalar partículas de água porque a doença dos legionários transmite-se através da inalação de aerossóis contaminados com a bactéria e não através da ingestão de água.

Se for possível, devem evitar-se os locais públicos com desumidificadores ou com refrigeração industrial, cujas condições de manutenção não sejam conhecidas e zonas de banhos, como piscinas, jacuzzis ou fontes ornamentais.

Deve optar-se por tomar banho de imersão, ou redobrar os cuidados no duche, desinfetando o chuveiro (com uma solução com lixívia) e afastando-o da cara quando tomar banho.

Tratamento

São usados antibióticos no tratamento da infeção pela bactéria Legionella pneumophila.

Estar informado é a melhor forma de se proteger. Se sentir algum dos sintomas referidos ou se tiver outras dúvidas, contacte a SNS 24 (808 24 24 24) ou a Direção-Geral da Saúde.