Acidentes de trabalho: não corra riscos

Os acidentes de trabalho têm um enorme custo em termos de sofrimento humano e sobre a produtividade das empresas. Saiba como os evitar.

Os acidentes e as mortes no local de trabalho têm um enorme custo em termos de sofrimento humano e têm um impacto considerável sobre as empresas e a produtividade. Vale a pena conhecer os números e trabalhar para evitá-los.

Os acidentes e as mortes no local de trabalho têm um enorme custo em termos de sofrimento humano e têm um impacto considerável sobre as empresas e a produtividade.

Morrem por hora cerca de 17 pessoas (UE) em consequência de um acidente de trabalho ou doença profissional e acidentados de trabalho (sem mortes) são cerca 7 milhões de pessoas na EU. Números demasiado elevados para serem ignorados.

O caso português

Em Portugal, os acidentes de trabalho mais frequentes são resultado de quedas e soterramentos. Na maioria dos casos, o não seguimento das regras de segurança ou a não utilização de dispositivos de segurança esteve na base dos acidentes. Segundo a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) a fadiga é outra das principais causas para a ocorrência de graves acidentes de trabalho, sobretudo no setor dos transportes. O trabalho continuado em excesso, a sua intensidade, a monotonia e a falta de motivação, assim como a iluminação, o ruído, a temperatura e as relações sociais, fazem parte do leque de causas para a degradação da qualidade do trabalho e ocorrência de acidentes.

Hábitos pouco adequados à atividade profissional podem igualmente desencadear situações de perigo, como a ingestão de bebidas alcoólicas ou de outras substâncias ilícitas. Uma alimentação deficiente pode provocar hipoglicémias que, por sua vez, podem provocar desmaios.

Como evitar os acidentes de trabalho

Há regras específicas para cada atividade, ambiente e equipamentos utilizados, mas há igualmente indicações que se podem generalizar e devem ser tidas em conta.

Torne o local de trabalho num espaço confortável;
Siga as medidas e procedimentos de segurança;
Não deixe objetos desarrumados ou fora do seu lugar;
Conheça os riscos inerentes à sua atividade e quais as regras e procedimentos de segurança vigentes (vestuário, protetores físicos, etc.);
Participe nas ações ou cursos de prevenção de acidentes proporcionados pela empresa e, caso não haja, proponha;
Seja um elemento proativo na sua empresa.

Um local de trabalho seguro e saudável depende de todos. A mudança deve começar e continuar em todos e em cada um dos elementos da empresa.