Chufa: conheça este superalimento

A chufa é um tubérculo com um sabor adocicado, semelhante ao da avelã, com alto teor de fibra, proteína e açúcares naturais, sendo considerado um superalimento. Saiba porquê.

Chufa: um superalimento?

A chufa era já utilizada pelos antigos egípcios como um alimento curativo e regenerador, sendo atualmente muito cultivado em Espanha. A sua popularidade tem vindo a aumentar em Portugal devido às suas propriedades nutricionais. A chufa concentra uma elevada densidade nutricional, contendo poucas calorias, mas sendo rica em vitaminas, minerais e fibra. Contém ainda baixo teor de açúcares naturais e é isenta em glúten, sendo um tubérculo apto para diabéticos e celíacos.

Como a chufa é muito rica em fibra, ajuda na diminuição do colesterol, regulação do apetite e na motilidade intestinal. Comparativamente a outros frutos oleaginosos, este tubérculo apresenta em média mais 81% de fibra, sendo muito bom para pessoas que sofrem de problemas intestinais.

A chufa encontra-se comercializada sob diferentes formas:

  • Forma natural

Semelhante a um fruto oleaginoso, é um ótimo snack, podendo ser adicionada em granolas ou smoothies;

  • Farinha

É uma boa alternativa às farinhas com glúten e contém todas as propriedades nutricionais. Pode ser usada em produtos de pastelaria e cereais de pequeno-almoço;

  • Leite

Obtido através da moagem da chufa, é uma bebida de sabor doce, e uma alternativa ao leite de vaca ou às bebidas vegetais, que atualmente são muito consumidas;

  • Óleo

Este óleo pode ser usado a nível alimentar ou em cosmética:
Contém um elevado conteúdo de ácido oleico (monoinsaturado) que hidrata e prepara/protege a pele contra agressões externas;
Contém um elevado conteúdo de ácido linoleico (polinsaturado), que ajuda na manutenção do manto lipídico da pele;
Contém vitamina E, com uma elevada ação antioxidante, prevenindo o envelhecimento precoce;

Relativamente aos valores nutricionais, a chufa apresenta:
Propriedades nutricionais da chufa

Autoria:
Joana Malheiro, nutricionista do Hospital Lusíadas Lisboa

Especialidade em foco neste artigo:
Nutrição Clínica