Bócio: o que é?

O bócio é uma doença que pode caracterizar-se por um aumento do volume da tiroide ou pela presença de nódulos. Qualquer alteração que se detete deve motivar uma ida ao médico, de modo a iniciar o tratamento adequado, aconselha Joana Costa, endocrinologista do Hospital Lusíadas Albufeira e da Clínica Lusíadas Faro.

O que é o bócio?

O que é o bócio?

Quando a tiroide, uma glândula endócrina localizada no pescoço, aumenta de volume, estamos na presença de bócio.

Como identificar?

O inchaço no pescoço é o sinal mais visível, mas numa fase inicial pode tratar-se apenas de um inchaço ligeiro. Com o aumento de volume torna-se mais percetível, podendo haver compressão dos órgãos vizinhos, causando dificuldades em engolir e/ou respirar.

Diagnóstico

Poderá fazer-se o diagnóstico clínico através da observação e palpação do pescoço, além de análises sanguíneas que permitem identificar se há alterações no funcionamento da tiroide. A ecografia é o exame de eleição para avaliar a forma da tiroide. Poderá ser necessária a realização de uma cintilografia e em alguns casos está indicada a citologia aspirativa com agulha fina.

Causas

Atualmente, não há uma causa específica que possa ser apontada, mas um conjunto de fatores que podem justificar o seu surgimento.
Tanto pode estar associado a um excesso de função da tiroide (hipertiroidismo), como a um défice do seu funcionamento (hipotiroidismo). O bócio é mais frequente no sexo feminino. Pensa-se que determinadas características genéticas estarão na sua origem.
São apontados como fatores secundários o tabagismo, o stresse e a falta de iodo na alimentação. Este último fator era apontado como uma das causas mais frequentes para o aparecimento de bócio, conduzindo a uma maior incidência da doença em regiões afastadas do mar.

Tratamento

No caso de o bócio estar associado ao hipotiroidismo, pode ser tratado através de medicamentos que vão substituir a função da tiroide.
Se estiver associado ao hipertiroidismo, os medicamentos vão reduzir a atividade da tiroide.
Em alguns casos pode haver necessidade de recorrer a cirurgia, assim como a tratamento com iodo radioativo.

Prevenção

Pode diminuir-se o risco de aparecimento do bócio provocado por carência de iodo, assegurando-se o consumo adequado de iodo, através de peixe ou inclusive de sal iodado.
Não fumar também é uma medida preventiva.

O que é a tiroide e como distinguir os sintomas de hipotiroidismo e hipertiroidismo? A explicação de Joana Costa.

 

Colaboração:
Joana Costa, endocrinologista do Hospital Lusíadas Albufeira, da Clínica Lusíadas Faro, do Hospital Lusíadas Lisboa e da Clínica Lusíadas Parque das Nações

Especialidades em foco neste artigo:
Endocrinologia