Se bebermos café à tarde não dormimos bem?

A ciência explica: a cafeína altera os padrões saudáveis de sono, mesmo em pessoas que dizem não sentir qualquer efeito quando bebem café. Explicamos-lhe porquê.

Beber café à noite faz com que não consigamos dormir à noite?

De certeza que já ouviu o mesmo argumento vezes sem conta: para dormir bem, é melhor não beber café a partir da tarde. Mas será mesmo verdade? Devemos excluir esta bebida do final do dia?

A ciência é clara: a cafeína perturba a qualidade e a quantidade de sono, mesmo se ingerida seis horas antes da hora de dormir. A conclusão é de um estudo norte-americano realizado pelo Sleep Disorders & Research Center do Henry Ford Hospital e pela Wayne State College of Medicine. De acordo com os investigadores que analisaram os padrões de sono de um grupo de voluntários, a cafeína provoca alterações no descanso noturno – mesmo em pessoas que dizem não sentir qualquer efeito. A opção de beber café à noite não deve, portanto, basear-se em perceções individuais, aconselha o especialista em sono Michael Breus, que analisou a pesquisa num artigo publicado na revista Psychology Today.

A longo prazo, dormir mal aumenta o risco de inúmeras patologias, entre as quais doenças cardiovasculares. A cafeína é um estimulante, presente naturalmente em mais de 60 plantas, como o grão de café, a folha de chá, a noz de cola e a vagem de cacau. Como explica a organização norte-americana National Sleep Foundation, ao ingeri-la no café, no chá, nos refrigerantes ou em bebidas energéticas, aumentamos o nosso estado de alerta porque a cafeína bloqueia temporariamente a ação de substâncias que induzem o sono e aumenta a produção de adrenalinaEm algumas pessoas, assegura a mesma fonte, o efeito pode manifestar-se em apenas 15 minutos após a ingestão. Além de alterar o sono, pode provocar dores de cabeça, tonturas, ansiedade, irritabilidade e aumento do ritmo cardíaco. Se tiver um destes sintomas – ou começar a sentir dependência – deverá excluir a cafeína da sua alimentação, aconselha a National Sleep Foundation.

Saiba mais

 

Isto não significa que não se deva beber café de forma equilibrada, preferencialmente durante o período da manhã. A National Sleep Foundation considera 250 miligramas diárias de cafeína (cerca de três cafés expresso) uma dose moderada. A recomendação aplica-se apenas a adultos saudáveis. As crianças estão excluídas e as mulheres grávidas ou a amamentar devem reduzir a quantidade ingerida (não há contudo unanimidade entre cientistas sobre a dose indicada).

Em suma:
Por ser um estimulante, a cafeína aumenta o estado de alerta e a produção de adrenalina. Por este motivo, se for ingerida a partir da tarde perturba a quantidade e a qualidade do sono.

 

Revisão científica:
Luísa Guimarães, clínica geral, licenciada em Nutrição e especialista em Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Porto e da Clínica Lusíadas Gaia

Especialidades em foco neste artigo:
Clínica Geral
Nutrição Clínica